Biologia em pauta

Mesa-redonda com a presença de Biólogos discute importância da conservação do Rio Cuiabá

cuiaba

A importância da conservação do Rio Cuiabá, no Mato Grosso, será o assunto da mesa-redonda Práticas para proteger a segurança hídrica do Rio Cuiabá, que será realizada em 7 de julho, das 10h às 12h, horário do Pantanal (ou 11 às 13h, horário de Brasília), no canal do YouTube Peld Pantanal Darp, com a participação de vários biólogos.

O evento é parte da série SOS Rio Cuiabá: I Círculo Virtuoso na Conexão Rio Cuiabá-Baía Chacocoré-Sinhá Mariana-Pantanal, uma sequência de mesas-redondas que começou em junho e vai até setembro.

A mentoria e coordenação do evento é da Dra. Carolina Joana da Silva Nogueira, da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) e o mediador será o Dr. Djair Sérgio Freitas Jr., da Ecopantanal.

Os participantes da mesa serão a Dra. Maria Saletti Ferreira, responsável pela delegacia de Cuiabá do CRBio-01; os Drs. Abílio Moraes e Daniel Balan Zappia, do Projeto Águas para o Futuro, do Ministério Público de Mato Grosso; a Dra. Solange Ikeda, da Unemat; e a Dra. Solange Cruz, da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT).

De acordo com a Bióloga Maria Saleti Ferreira, a proposta do evento é mostrar à sociedade a importância do Rio Cuiabá, especialmente em uma época em que há muitas propostas de construção de barragens ao longo do rio.

“Considerando que o Rio Cuiabá vai formar grande parte do Pantanal de Mato Grosso, o barramento é uma ação antrópica bastante prejudicial ao processo de alagamento que forma o Pantanal”, ressalta Maria Saleti. “O evento se propõe a mostrar para a sociedade a importância de garantir que as águas que formam o nosso Pantanal se mantenham sem barramentos.”

Além da importância para o alagamento da planície, o Rio Cuiabá também tem uma importância histórica: foi por meio dele que se deu a ocupação do estado, e por muito tempo foi o principal veículo de conexão com outras regiões.

A mesa-redonda discutirá iniciativas já existentes, tais como o Projeto Águas para o Futuro, do MPMT, que que objetiva recuperar as nascentes em áreas urbanas da capital. Além disso, segundo Maria Saleti, os participantes discutirão outros aspectos importantes, tais como o controle de resíduos sólidos e recuperação das matas ciliares.

Assista o debate no YouTube clicando aqui.

(Publicado em 07 de julho)

CRBio Digital

Serviços Online

Transparência

Anuncie