Biologia em pauta

Butantan pede doação de plasma a quem se curou da Covid-19

doacao

O Instituto Butantan convoca pessoas que se curaram da Covid-19 para doarem plasma sanguíneo, como parte de um projeto piloto para um novo tratamento contra a doença.

O tratamento consiste no uso do plasma dos convalescentes para tratar pessoas ainda nos estágios iniciais de Covid-19, evitando, dessa forma, que a doença evolua para quadros mais severos.

Segundo o Butantan, o plasma das pessoas curadas contém anticorpos que, ao serem injetados nos receptores, ajudarão seu sistema imunológico a combater o vírus, evitando piora no estado clínico e acelerando a recuperação.

Os pacientes que recebem a doação precisam ter diagnóstico comprovado de Covid-19 e ter começado a ter sintomas há, no máximo, 72 horas, já que o objetivo é combater a doença ainda no início. O tratamento será usado em pessoas imunossuprimidas, com comorbidades (diabetes, hipertensão, obesidade e coronariopatia) e maiores de 60 anos.

O plasma é a parte líquida do sangue e a doação de plasma funciona da mesma maneira que a doação de sangue: o doador precisa apenas comparecer a um dos hemocentros que está realizando a coleta. A #doação é feita em um equipamento especial que separa o plasma do sangue e devolve as hemácias ao corpo do doador.

No momento, o projeto está sendo realizado em pacientes de Santos e Araraquara, mas as doações podem ser feitas em hemocentros de todo o estado de São Paulo. Para encontrar o hemocentro mais próximo, é só acessar a página do Butantan.

(Publicado em 30 de abril de 2021)

CRBio Digital

Serviços Online

Transparência

Anuncie