Biologia em pauta

Soro contra picada de abelhas está em teste e pode ser aprovado em breve

16 de janeiro de 2017 - Um soro contra veneno de abelhas que está sendo desenvolvido há uns quatro anos pelo Instituto Vital Brasil em parceria com o Centro de Estudos e Venenos de Animais Peçonhentos, da UNESP de Botucatu, pode ser aprovado em breve.


Denominado antiapílico, o soro é aplicado por via intravenosa e pelos testes realizados até aqui tem se mostrado capaz de amenizar os problemas causados pelas picadas de abelhas africanizadas, que são as mais comuns no país.


Os testes devem ser finalizados em breve e, se aprovado, o soro deverá ser disponibilizado pelo Sistema Único de Saúde e passará por um período de avaliação de até 30 meses.


No ano passado, estima-se que ocorreram mais de 10 mil casos de picadas de abelha em humanos, resultando em mais de 40 óbitos.



Fonte: Ex-Libris Comunicação Integrada, Assessoria de Imprensa do CRBio-01

CRBio Digital

Serviços Online

Transparência

Anuncie