Biologia em pauta

Mutum-de-alagoas será reintroduzido na natureza após 40 anos

23 de setembro de 2019 - Nos próximos dias, após fase de aclimatação, três casais de mutum-de-alagoas (Pauxi mitu), vindos de um criadouro em Minas Gerais, serão soltos na Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Mata do Cedro, no município de Rio Largo, próximo à cidade de Maceió.


O desmatamento (no caso do mutum, para o plantio da cana-de-açúcar na região) e a caça ilegal fizeram com que ele desaparecesse na natureza, sendo que não foram avistados indivíduos livres desde 1987.


Mas o trabalho de diversas organizações ao longo das últimas décadas viabilizou o aumento da população de mutuns, o que permitiu sua reintrodução na vida selvagem.
O mutum-de-alagoas é a ave de maior porte encontrada em toda a Mata Atlântica da região Nordeste. Ele mede entre 80 e 90 centímetros de comprimento e tem uma plumagem em tons de preto e azul. Saiba mais aqui.


Com informações de Conexão Planeta

CRBio Digital

Área do Biólogo

Transparência

Anuncie