Biologia em pauta

Enquanto o PL dos Agrotóxicos tramita na Câmara, veja como se prevenir de alimentos contaminados

21 de maio de 2018 - A votação do Projeto de Lei 6299/02, que trata do registro, fiscalização e controle dos agrotóxicos no país, era para ter ocorrido na Câmara dos Deputados na semana passada, mas foi novamente adiada. O assunto tem gerado enorme discussão entre diversas entidades, como a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e Idec (Instituto de Defesa do Consumidor), e conta também com o manifesto de vários artistas e celebridades contra a proposta que está para ser votada em Brasília. Pelo projeto, os agrotóxicos podem ser liberados para uso antes mesmo dos órgãos reguladores concluírem suas análises.


Para o Biólogo Giuseppe Puorto, membro do CRBio-01 – Conselho Regional de Biologia – 1ª Região (SP, MT e MS) , a discussão e a mobilização entre as diferentes partes são importantíssimas, antes de qualquer decisão ser tomada pela Câmara. “É uma pauta que merece total atenção, em que o principal interesse seja a saúde das pessoas. Portanto, é indispensável avaliar com muito cuidado quais são os limites de segurança desses produtos e o verdadeiro risco que eles oferecem à saúde dos homens. Tanto dos trabalhadores, que operam com essas substâncias, como também da população em geral, que consome os alimentos”, diz Puorto.


De acordo com levantamento do Instituto Nacional do Câncer (Inca), o Brasil é o maior consumidor mundial de agrotóxicos. E, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), entre 2000 e 2012, dobrou o uso de agrotóxicos no país. Mas, enquanto o PL continua tramitando na Câmara, sem previsão de quando será votado, a população deve ficar atenta aos riscos da ingestão de alimentos contaminados e tomar todos os cuidados necessários para consumi-los com maior segurança. Abaixo, o Biólogo do CRBio-01 dá algumas dicas de como garantir uma boa higienização dos alimentos:


- No caso de vegetais como alface, escarola e agrião, por exemplo, lave folha por folha, criteriosamente;


- Para vegetais como pimentão, abobrinha e maçã, por exemplo, lave a casca preferencialmente com a ajuda de uma bucha usada apenas para esse fim;


- Coloque os alimentos de molho em água clorada (tem um produto à base de hipoclorito de sódio, à venda em supermercados), por até 30 minutos; Após esse tempo, volte a lavar os alimentos em água corrente para eliminar resíduos flutuantes;


- Se não for consumi-los imediatamente, seque os alimentos, coloque em sacos plásticos apropriados e os guarde na geladeira.



Fonte: Ex-Libris Comunicação Integrada, Assessoria de Imprensa do CRBio-01

CRBio Digital

Área do Biólogo

Transparência

Anuncie